Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

12075006_921871734594424_5184418932282022718_n
No comando: Gilberto E. – Produtor e Programador

Das as

20160311__197870136
No comando: Automatico

Das 23:00 as 04:00

img_0447
No comando: No Quintal De Casa – Natal De Barros

Das 04:00 as 07:30

whatsapp-image-2019-09-27-at-21-33-06
No comando: SABADAO SERTANEJO – JOTA CARLOTA

Das 05:00 as 08:00

67315458_145573373214369_530606049363755008_n
No comando: ENCONTRO RURAL – CARLOS CESAR

Das 05:00 as 09:00

img_0444
No comando: GUAVIRA NOTICIAS – REINALDO S. E NATAL DE B.

Das 07:30 as 08:00

67615714_147624343009272_4792171655285702656_n
No comando: VIVA A VIDA – LEOCIR MUNHOZ

Das 08:00 as 10:00

67315458_145573373214369_530606049363755008_n
No comando: MÚSICA E INFORMAÇÃO – CARLOS CESAR

Das 08:00 as 11:30

img_0447
No comando: O DOMINGO É NOSSO – NATAL DE BARROS

Das 09:00 as 12:00

dsc03725
No comando: MANHA 103 DE SUCESSOS – WILSON PAPARELI

Das 10:00 as 13:00

58409907_2337066166616419_2121699506160916794_n
No comando: De Primeira – Román Laurito

Das 11:30 as 12:00

cantine
No comando: Hora 103

Das 12:00 as 13:00

rm
No comando: PROGRAMA ROBERTO & MEIRINHO

Das 12:00 as 14:00

vitrola
No comando: Guavira e as Brasileiras

Das 13:00 as 15:00

essa
No comando: Programa “Mais Música” – Edezio Vieira

Das 13:00 as 16:00

samba-e-pagode-63588723484-2
No comando: SAMBA & PAGODE

Das 14:00 as 16:00

img_0451
No comando: CORAÇAO SERTANEJO – REINALDO SANTOS

Das 15:00 as 19:00

nos-embalos-da-j-g
No comando: NOS EMBALOS DA JOVEM GUARDA

Das 16:00 as 18:00

53641320_121250432313330_5541060780289425408_n
No comando: Relíquias da 103 – Reinaldo Santos

Das 16:00 as 19:00

33040184_2113612355589488_3898105776614408192_n
No comando: Anuncio da Paz – Junior Quirino

Das 19:00 as 19:30

a-voz-do-brasil
No comando: A Voz do Brasil- Equipe Voz do Brasil

Das 19:00 as 20:00

gilberto-guavirainrerativa
No comando: GUAVIRA INTERATIVA – GILBERTO EVANGELISTA

Das 19:00 as 22:00

20160311__197870136
No comando: DJ GUAVIRA FM

Das 20:00 as 05:30

a-voz-do-brasil
No comando: A Voz do Brasil- Equipe Voz do Brasil

Das 20:00 as 21:00

vozes-latina
No comando: Vozes Latina

Das 21:00 as 22:00

com-amor
No comando: Com Amor…

Das 22:00 as 23:00

ELEIÇÕES 2020: Combate às fake news será prioridade do TRE

Compartilhe:
foto-7

Presidente da corte eleitoral destacou importância de combater desinformação

Com a grande disseminação de notícias falsas, o combate à desinformação deve ser uma das principais bandeiras da Justiça, destacou o presidente do Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS), desembargador João Maria Lós.

A pandemia de coronavírus (Covid-19), além de alterar o calendário eleitoral, mudou o comportamento dos pré-candidatos, que devem evitar o contato físico e utilizar mais a internet para angariar votos.

“Uma das grandes bandeiras da Justiça Eleitoral nas eleições vindouras, sob a orientação do Tribunal Superior Eleitoral [TSE], é o combate à desinformação por meio de campanhas e ações de esclarecimento aos eleitores na televisão, rádio, jornais e redes sociais, de realização de seminários e, agora em período de pandemia, de lives envolvendo especialistas, bem como colaboração de agências de checagem de conteúdos, do apoio da imprensa, alertando para os riscos da desinformação, além do apoio de toda a sociedade, clamando pelo compartilhamento consciente e responsável de mensagens nas redes sociais”.

De acordo com o presidente, o TSE tem trabalhado desde 2019 para combater as chamadas fake news e criou programas on-line com informação para a população.

“O TSE realizou o Seminário Internacional Fake News e Eleições, com o apoio da União Europeia, para debater as implicações da disseminação de notícias falsas e seus efeitos no processo eleitoral e na sociedade. E disponibilizou uma série de vídeos em seu canal no YouTube intitulada ‘(Des)Informação e Eleições’, com depoimentos de especialistas que participaram desse seminário”.

O desembargador ressaltou ainda que além das atividades promovidas pelo TSE, o TRE tem desenvolvido projetos específicos, como o evento que está sendo realizado hoje pela internet.

“O evento Democracia Digital, voltado para o combate à desinformação, em parceria com a Agência Lupa, Instituto Tecnologia e Equidade [IT&E] e Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral [MCCE], com o debate ‘Como o combate à epidemia da desinformação sobre o novo coronavírus pode nos ajudar na preparação para as próximas eleições municipais?’, que terá a participação de magistrados e advogados”.

Mestra em Ciência da Informação, a jornalista e professora universitária Inara Silva destacou que o movimento de desinformação ganhou força em 2016, na campanha presidencial dos Estados Unidos da América (EUA) – que tinha como candidatos Donald Trump e Hillary Clinton, sendo Trump o eleito – e durante a votação do Brexit no Reino Unido.

No Brasil, teve destaque na campanha eleitoral de 2018, quando Jair Bolsonaro foi escolhido pela maioria dos eleitores.

“Esse dois eventos [mundiais] foram fenômenos de desinformação. O que seria desinformação? São as informações falsas que são divulgadas, principalmente na internet, para beneficiar alguém ou prejudicar alguém, então está muito nesta esfera política. No meio de toda a desinformação surgiu a divisão política dentro de grupos sociais, então polarizou muito. Ela é para política e para outros assuntos, como vemos correntes que desqualificam a pandemia e outras não”, explica.

Além de assuntos políticos, a professora ressaltou que vertentes desse movimento focaram em descredibilizar a imprensa tradicional.

“Eles passaram a trabalhar como se fossem uma mídia alternativa e com status de informação verdadeira e esse trabalho de desqualificação do jornalismo foi muito forte, inclusive a gente sofreu na pele: vários sofreram agressões, intimidações”.

A mestra reforça ainda que, com o movimento da desinformação, a imprensa tradicional se uniu e agências de checagem surgiram em todo mundo.

“Aqui no Brasil a gente tem Lupa, a Aos Fatos, tem uma séria de agências que trabalham para combater as fake news”.

Inara ressaltou que o momento que estamos vivendo é chamado de pós-verdade.

“Quando a opinião tem mais valor que o fato objetivo. Quando a opinião e a crença tem mais valor que um fato objetivo”.

FONTE: Correio do Estado

Deixe seu comentário: