Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

12075006_921871734594424_5184418932282022718_n
No comando: Gilberto E. – Produtor e Programador

Das as

36970480_108277823428388_2889280978839142400_n
No comando: No Quintal De Casa – Com Natal De Barros

Das 04:00 as 07:30

36975837_106803426909161_8864002249068642304_n-640x640
No comando: Sabadão Sertanejo – Jota Carlota

Das 05:00 as 09:00

31531106_1498118870299896_7802672339388203008_n
No comando: Encontro Rural – Carlos Cesar

Das 05:30 as 09:00

36868164_105373253718845_613991477910962176_n
No comando: Guavira Noticias – Reinaldo Santos

Das 07:30 as 08:00

31531106_1498118870299896_7802672339388203008_n
No comando: MÚSICA E INFORMAÇÃO, COM CARLOS CESAR

Das 08:00 as 11:30

39814293_143094449946725_8505784646389202944_n
No comando: O Domingo É Nosso – Natal De Barros

Das 09:00 as 12:00

dsc03725
No comando: Manhã 103 de Sucessos – Wilson Papareli

Das 09:00 as 12:00

15110921345a116fa696e06
No comando: De Primeira – Ricardo Capriotti

Das 11:30 as 12:30

cantine
No comando: Hora 103

Das 12:00 as 13:00

rm
No comando: PROGRAMA ROBERTO & MEIRINHO

Das 12:00 as 14:00

Leocir Munhoz
(Depto. Vendas e Locutora)
No comando: Viva a vida – Leocir Munhoz

Das 12:00 as 14:00

vitrola
No comando: Guavira e as Brasileiras

Das 13:00 as 15:00

violao-erudito1
No comando: PROGRAMAÇÃO 103/ FUTEBOL E MÚSICAL

Das 14:00 as 04:00

essa
No comando: Programa “Mais Música” – Edezio Vieira

Das 14:00 as 17:00

rogerioassis
No comando: Jornada Esportiva – Rogerio Assis

Das 14:30 as 17:00

36868164_105373253718845_613991477910962176_n
No comando: Coração Sertanejo – Reinaldo Santos

Das 15:00 as 19:00

36868164_105373253718845_613991477910962176_n
No comando: Relíquias da 103 – Reinaldo Santos

Das 17:00 as 20:00

20160311__197870136
No comando: DJ GUAVIRA FM

Das 20:00 as 05:30

39242275_140991546823682_8553856866713600000_n
No comando: Jornada esportiva – Ulisses Costa

Das 20:30 as 22:45

20160311__197870136
No comando: Automatico

Das 23:00 as 04:00

Reforma da Previdência; Sindicatos lotam audiência e protestam contra

Compartilhe:
audiencia

Para sindicatos, os grandes devedores da previdência deveriam ser os primeiros a serem cobrados

A audiência pública que acontece na Assembleia Legislativa na tarde desta segunda-feira (13) e sindicatos que representam várias categorias protestam contra a reforma trabalhista. ‘A Reforma da Previdência e os Impactos Constitucionais, Econômicos e Sociais’, foi proposta pelo deputado estadual Pedro Kemp (PT).

Segundo o vice-presidente da Fategri-MS (Federação dos Trabalhadores na Agricultura) Ramiro Moyses Neto, a reforma deverá prejudicar a vida dos trabalhadores do campo e principalmente das mulheres. “As mulheres têm jornada tripla em casa e no trabalho e os homens do campo acordam muito cedo e vão dormir tarde. Não é um trabalho qualquer, em baixo do sol quente, é um trabalho desgastante”, disse Ramiro.

O representando da federação ainda pontua que o trabalhador rural contribui para a previdência de uma forma diferente, já que o repasse acontece por produção. “No nosso ponto de vista, já contribuímos muito para a previdência social, por isso a gente está na luta contra essa reforma”, afirmou.

Já o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) Jaime Teixeira afirma que as outras fontes de renda da previdência deveriam ser revistas e, com a atual reforma será ‘impossível’ que o trabalhador se aposente.

“O problema da previdência não é só a despesa dela, mas também o financiamento. O financiamento da seguridade não é só patronal, ele tem várias outras fontes. É isso que deve ser mexido, outras rendas da previdência. Quem vai somar 40 anos de contribuição para se aposentar? Desse jeito vai acabar a previdência pública no Brasil”, questionou.

Os grandes devedores
O presidente da CUT (Central Única dos Trabalhadores) Genilson Duarte aponta que a reforma não deverá melhorar a previdência e que é totalmente prejudicial ao trabalhador brasileiro. “São partes que serão profundamente afetadas [mulheres e trabalhadores rurais], a gente sabe como é a luta lá no campo e as mulheres e como é a jornada”, disse.

Ainda conforme o representante da CUT, a reforma que está sendo proposta não cobra os grandes devedores da previdência. “Deveriam ser os primeiros a serem cobrados. Somos defensores de que precisa ser revista a previdência no nosso país, mas não do jeito que está sendo proposta”, apontou.

FONTE: MidiaMax

Deixe seu comentário: